Fis. Raquel Peixoto

Área de Atividade Clínica      

– Fisioterapia

– Método Mézières 

 

Formação académica  

– Licenciada em Fisioterapia pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisbo

– Estágio académico implementado no programa Sócrates – Erasmus, em Helsínquia,Finlândia

– Estágio em Fisioterapia Cárdio-Respiratória no Hospital Nossa Senhora do Rosário,Barreiro

– Estágio em Fisioterapia Músculo-Esquelética no Hospital da Força Aérea 

 

Experiência profissional

– Colaboradora na clínica de saúde e bem estar -sbe, Braga

– Colaboradora na clínica 4Happiness, Porto-Prática de fisioterapia ao domicílio em

colaboração com Martin Helder – Serviço deFisioterapia, LDA

– Participação como colaboradora na organização do curso do Método Mézières emPortugal

– Colaboradora como fisioterapeuta (método Mézières, massagem terapêutica ehidroterapia) em períodos de substituições no espaço saúde Nemus, Aguçadoura,Póvoa de Varzim

– Monitora de ginástica laboral na empresa Argibetão, pertencente ao grupo Secil-Participação em rastreios de alterações posturais em contexto escolar-Prática profissional no Centro de Reabilitação de Odivelas. 

 

Outros

– Participação no curso do Método Mézières para

aperfeiçoamento;

– Realização de um estágio profissional no Serviço de Medicina Física e Reabilitação do Hospital Curry Cabral, nas enfermarias de Medicina, Cirurgia e Ortopedia;

– Participação no Fórum Internacional de Estudantes de Fisioterapia-Participação, como voluntária, no European Congress on Physiotherapy Education-Participação como formadora/monitora no projecto “Ginástica Laboral” na empresaModis – Distribuição Centralizada S.A. (Azambuja)

– Participação da Summer School “Present and Future in Healthcare – Challenges andcommitments for young people”; 

– Participação do Curso Internacional "L'intercultura e le sue sfide nelia società odierna",em Roma-Foi dirigente do Movimento Juventude Nova em Lisboa, associação juvenil do Movimentodos Focolares;

– Participação em diversos congressos internacionais em Roma no âmbito daformação humana e intercâmbio cultural;

– Organização de diversas jornadas para jovens e de actividades desportivas; 

– Participação, como voluntária, em actividades organizadas pela Associação Portuguesa de Pais e Doentes de Hemoglobinopatias (APPDH).